Em comunicado, a empresa refere que, “no âmbito da monitorização que efetua diariamente dos seus serviços, constatou um nível de procura dos comboios das linhas de Sintra, Azambuja e Cascais, no passado fim de semana, que justifica uma alteração da oferta inicialmente prevista para os dias 05, 06, 07 e 08 dezembro”.

Assim, apesar das restrições à circulação das pessoas impostas devido à pandemia de covid-19, no fim de semana, na segunda-feira e no feriado de terça-feira, “serão realizados todos os comboios da oferta programada entre as 06:00 e as 20:00, com redução da frequência dos comboios apenas no início do período noturno”.

A redução da circulação dos Alfa, Intercidades, Inter-regionais, Regionais e Urbanos do Porto e de Coimbra que tinha sido anunciada na semana passada e incluía também este fim de semana, na segunda e na terça-feira irá manter-se.

Conforme anunciou há uma semana a CP, as supressões abrangem centenas de comboios, da linha de Braga até ao Algarve.

A lista completa dos comboios suprimidos e assegurados está disponível no ‘site’ da CP.

Ainda segundo as informações disponíveis na página da transportadora, os clientes que já tenham adquirido bilhetes para viajar nos comboios que não se realizem podem solicitar o reembolso do valor total do bilhete ou a sua revalidação, sem taxas, “desde que o pedido seja apresentado até 30 minutos antes da partida do comboio da estação de origem da viagem do cliente”.

Este pedido pode ser feito através do ‘site’ da CP ou nas bilheteiras, “até 10 dias após a data da viagem original nas bilheteiras, ou em cp.pt, através de preenchimento do formulário ‘online’ com o envio de digitalização do original do bilhete e indicação de nome, morada postal, IBAN e NIF”.

“Passado este prazo aplicam-se as taxas regulamentadas”, é ainda referido.

No âmbito do estado de emergência decretado devido à pandemia de covid-19, a circulação entre concelhos no território continental está proibida entre as 23:00 de hoje e as 23:59 de terça-feira.

Os 127 concelhos classificados como de risco “extremamente elevado” e de risco “muito elevado” de contágio pelo novo coronavírus, entre os quais estão todos os municípios da Área Metropolitana de Lisboa, voltam também a ter recolher obrigatório a partir das 13:00 durante o fim de semana e no feriado de terça-feira.

Na véspera do feriado, não haverá aulas e a função pública terá tolerância de ponto. O Governo apelou ao setor privado para também dispensar os trabalhadores.

Relativamente aos estabelecimentos comerciais, nos 127 concelhos de maior risco são obrigados a encerrar às 13:00 no sábado, no domingo e no feriado, e às 15:00 na segunda-feira, véspera do feriado.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.507.480 mortos resultantes de mais de 65,2 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 4.803 pessoas dos 312.553 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.