Segundo avança o jornal Público, os migrantes têm entre 16 e 20 anos e dizem ser marroquinos, apesar de não terem documentos de identificação consigo.

Em declarações à Lusa, fonte da capitania local adiantou que os jovens, todos rapazes, foram intercetados "escondidos nas dunas" daquela praia, depois de um alerta de populares, não "aparentando requerer cuidados especiais" e dizendo apenas que tinham fome.

De acordo com a fonte, os jovens alegam que provêm da cidade de El Jadida, em Marrocos, e que estiveram durante cinco dias no mar até desembarcarem naquela praia do distrito de Faro.

Apesar de ter sido noticiado como um facto inédito, ao Público a fonte da Polícia Marítima garantiu que este não é o primeiro caso a ocorrer em Portugal.

Já a agência adianta que, em 2017, também no mês de dezembro, as autoridades detetaram um grupo de 19 imigrantes alegadamente provenientes de Marrocos na ria Formosa, junto a Olhão, naquele que foi o primeiro incidente do género registado na costa portuguesa.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.