O Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, afirmou que a remoção dos contentores das zonas de desmobilização da guerrilha marca o fim de um cessar-fogo, iniciado em junho de 2016.

Fotografias apresentadas pela ONU mostram pilhas de espingardas usadas, envolvidas em plástico, dentro dos contentores.

Cerca de sete mil membros das FARC, a maior guerrilha colombiana, concluíram no final de junho passado a fase de deposição de armas, que vão ser derretidas para construir três monumentos à paz.

As FARC assinaram em novembro passado um acordo de paz com o Governo de Santos, encerrando um conflito que já durava há mais de cinco décadas e fez pelo menos 260 mil mortos, 60.000 desaparecidos e 7,1 milhões de deslocados.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.