A Missão norte-americana para as Nações Unidas disse desejar que o órgão mais poderoso na ONU discuta o lançamento de domingo de um míssil de médio alcance.

O porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, disse anteriormente que não conhecia a “exata natureza” do teste e esperava receber informações mais tarde.

Um dirigente da pasta da Defesa disse que o teste do míssil terminou uma reentrada “falhada” na atmosfera da Terra. O responsável, que falou na condição de anonimato, não deu mais pormenores, incluindo o tipo de míssil.

O Irão foi alvo de uma resolução do Conselho de Segurança da ONU que proíbe testes de mísseis balísticos que transportem ogivas nucleares. Como parte do acordo nuclear de 2015, a proibição da ONU foi prolongada por oito anos, apesar de o Irão ter desafiado a restrição.

O porta-voz do Departamento de Estado, Mark Toner, disse que os Estados Unidos estavam a apurar se o teste do míssil balístico viola a resolução do Conselho de Segurança.

“Quando são tomadas ações que violam ou são inconsistentes com a resolução, agimos de modo a responsabilizar o Irão e vamos instar outros países a fazerem o mesmo”, disse Toner.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.