"Foi excecional esta operação, conseguimos ultrapassar as piores previsões que tínhamos. Em termos de planeamento, temos de considerar sempre os piores cenários possíveis, mas felizmente conseguimos resolver a situação mais rapidamente", afirmou, em declarações aos jornalistas no final das operações, que liderou.

O corpo do operário, de 50 anos, foi resgatado hoje, cerca das 16:50, por mergulhadores da Força Especial de Proteção Civil e da GNR, depois de ter sido localizado, num mergulho, realizado ao final da manhã.

"Os mergulhadores voltaram novamente ao local onde já tinha sido identificada a localização do corpo e conseguiram chegar mais próximo e removê-lo", explicou, indicando que os operacionais beneficiaram, durante a tarde, de uma maior visibilidade na pedreira, cheia de água e com uma profundidade de cerca de 24 metros.

A 2.ª comandante distrital de operações de socorro de Évora destacou ainda o "excecional profissionalismo e empenho" dos operacionais que estiveram no 'teatro de operações'".

O corpo, que estava fora da cabine da máquina, no fundo da pedreira, foi transportado para os serviços de Medicina Legal em Évora, depois de se ter deslocado ao local o delegado de saúde.

O acidente de trabalho ocorreu no sábado de manhã, com alerta dado às 09:42, quando a máquina industrial, tipo ‘dumper’ e carregada de pedras, e o manobrador caíram para o fundo da pedreira de mármore, desativada e cheia de água, de uma altura de cerca de 30 metros, e ficaram no fundo a cerca de 24 metros de profundidade.

O comandante dos bombeiros de Vila Viçosa, Nuno Pinheiro, relatou à Lusa que o acidente ocorreu quando se procedia a descarga de pedras para "entulhar" e fechar a pedreira, localizada junto à estrada entre Vila Viçosa e Bencatel.

A Autoridade para as Condições no Trabalho (ACT) esteve no local do desastre para averiguar as circunstâncias em que ocorreu.

Este acidente aconteceu quase um ano depois (a data assinala-se no próximo dia 19) do desastre ocorrido no vizinho concelho de Borba, que provocou cinco mortos, devido ao aluimento de parte de uma estrada municipal que arrastou terra e pedras para o interior de duas pedreiras.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.