Segundo o documento enviado à comunicação social, o PEV quer saber “em que fase se encontra a elaboração do projeto base de arquitetura com vista à ampliação das instalações da Casa dos Animais de Lisboa (CAL)” e “quando prevê a autarquia proceder ao reforço de meios humanos, nomeadamente através da contratação de mais médicos veterinários”.

O partido questiona ainda a Câmara Municipal de Lisboa, liderada pelo socialista Fernando Medina, sobre se “têm existido situações de recusa em receber animais” por parte daquele equipamento “por falta de capacidade”.

O requerimento recorda que, em junho de 2016, a AML aprovou por unanimidade uma recomendação do PEV referente à colocação de painéis solares na Casa dos Animais, destacando que “passou mais um ano e as obras de ampliação da CAL, que iriam permitir a melhoria das condições deste equipamento, incluindo a colocação dos painéis fotovoltaicos, não avançaram”.

O PEV recorda também que, nas Grandes Opções do Plano de Lisboa 2019-2022, aprovada em dezembro na Assembleia Municipal de Lisboa, é referido “o reforço de meios e da melhoria das instalações” do equipamento.

O documento de "Os Verdes" refere também que, em 2017, na sequência de um outro requerimento do PEV, o vice-presidente da câmara municipal, Duarte Cordeiro (PS), respondeu que se encontrava “em desenvolvimento o projeto base de arquitetura para a ampliação dos serviços da Casa dos Animais de Lisboa, incluindo a valorização e a otimização de diversas valências”.

Na resposta, o autarca estimou que a colocação dos painéis pudesse ocorrer “na fase de execução da empreitada", no início de 2018.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.