O exército israelita confirma num comunicado ter morto um palestiniano que “atirou uma grande pedra” contra os soldados durante uma operação de detenções em Nabi Saleh, a noroeste de Ramallah, na Cisjordânia ocupada.

Segundo o exército, os soldados foram alvo de uma dezena de palestinianos que atiravam pedras e um deles atingiu um dos militares na cabeça, tendo este “ripostado disparando sobre o palestiniano”, que morreu no local.

Desde 2015, os palestinianos mataram mais de 50 israelitas, dois visitantes norte-americanos e um turista britânico essencialmente em ataques com armas brancas e carros.

No mesmo período, as forças israelitas mataram 260 palestinianos, a maioria dos quais Israel disse serem atacantes.

Os ataques diminuíram nos últimos meses, quando o foco palestiniano mudou para os protestos na fronteira de Gaza.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.