“Estes resultados foram uma grande vitória tendo em conta o número de votantes que confiaram no PAN. Triplicámos os nossos votos na região. Fomos a força política que mais cresceu na região. Não se falou sobre isso durante a noite eleitoral ontem [domingo] aqui nos Açores. É um pouco lamentável que se tente anular a força política que é o PAN”, disse Pedro Neves, porta-voz do partido nos Açores, em declarações à agência Lusa.

Nos Açores, o PAN foi a quinta força política mais votada, tendo conseguido 2,65% dos votos (2.215), depois do PS (40,06%), do PSD (30,21%), do BE (7,97%) e do CDS-PP (4,80%).

Nas eleições de 2015, o PAN foi a sexta força política mais votada nos Açores com 0,87% dos votos (815).

Sublinhando que o partido “é a quinta força política nos Açores” e aquela que “mais cresceu” no arquipélago, Pedro Neves disse que o PAN “está a trabalhar há quatro anos tanto a parte animal, como a ambiental e a social”, recebendo “a confiança cada vez mais dos açorianos”.

“Para nós, o que nos interessa é a mensagem para os açorianos. As pessoas sentem-se cada vez mais próximas do PAN. E é isso que queremos reforçar. Queremos ter uma representação parlamentar nos Açores para o ano e vamos trabalhar para isso”, sublinhou, acrescento que este crescimento do partido nos Açores “dá alento para continuar a trabalhar com cada vez mais força, mesmo com conservadorismo da parte de alguma nata da sociedade”.

O principal objetivo do PAN para as eleições legislativas era duplicar o número de deputados, para poder criar um grupo parlamentar, tendo superado a meta definida, segundo destacou ainda Pedro Neves, considerando o ato eleitoral de domingo também como "preliminares" para as eleições nos Açores em 2020.

"Como se diz são as preliminares das regionais e conseguimos medir a temperatura nos Açores. Vamos continuar exatamente com as nossas mensagens que são bastante objetivas e não são ambíguas. Obviamente que a decisão é dos açorianos, mas tendo em conta que estamos sempre a crescer desde que estamos nos Açores, de 2012 ate às eleições deste domingo, continuamos com boas expectativas", assinalou o responsável do PAN nos Açores.

O PAN elegeu quatro deputados nas eleições de domingo, depois de ter eleito um em 2015, e vai conseguir formar um grupo parlamentar, numas legislativas em que o partido duplicou o número de votos, tendo passado de 75 mil a nível nacional (1,39%) para 166 mil (3,28%).

Com 36,6% dos votos e com 106 deputados, o PS venceu as eleições sem maioria absoluta e terá de tentar a repetição de uma solução de Governo à esquerda, numa eleição marcada pela derrota histórica da direita e pela entrada de três novos partidos no parlamento (Iniciativa Liberal, Livre e Chega).

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.