No Dia Mundial das Comunicações Sociais, o Papa já tinha defendido “um bom uso da comunicação, que ajude a sair dos círculos viciosos de condenações e vinganças”. Hoje, dia em que recebeu o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg e a sua mulher, voltou a mostrar interesse sobre o tema das redes sociais e as potencialidades desta ferramenta online na luta contra a pobreza.

Segundo o comunicado enviado pelo Vaticano, Zuckerberg, Priscilla e Francisco conversaram sobre como utilizar as tecnologias de comunicação para estimular a cultura do encontro, fazer chegar uma mensagem de esperança, principalmente às pessoas mais desfavorecidas, e combater a pobreza.

Durante a sua estadia na capital italiana, o fundador do Facebook vai ainda realizar uma conferência numa universidade romana e irá também encontrar-se com o primeiro-ministro italiano Matteo Renzi.

Em janeiro, o Papa já se tinha reunido com outros grandes nomes do mundo digital e das novas tecnologias como, o CEO da Apple, Tim Cook, e o presidente executivo do Google, Eric Schmidt.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.