O anuncio foi feito pelo Papa Francisco, em Roma, esta manhã.

O consistório para a criação de 14 novos cardeais eleitores está marcado para 29 de junho, no Vaticano.

Citado pela agência, Vítor Coutinho, vice-reitor do santuário de Fátima e colaborador de António Marto, considerou que a decisão mostra “reconhecimento” pelo trabalho desenvolvido na diocese e no santuário e é uma “grande honra” para a diocese.

Para o Santuário de Fátima é um momento de grande importância e jubilo.

Com a nomeação, António Augusto dos Santos Marto torna-se o quinto cardeal português nomeado no século XXI e o segundo no atual pontificado.

Uma vez cardeal, António Marto juntar-se-á no Colégio Cardinalício, que reúne todos os cardeais da Igreja Católica e tem por missão assistir e aconselhar o papa, aos cardeais portugueses Saraiva Martins, Manuel Monteiro de Castro e Manuel Clemente.

“Alegra-me anunciar que a 29 de junho vou organizar um consistório para nomear 14 novos cardeais”, disse o papa aos peregrinos e turistas na Praça de São Pedro, depois do Angelus.

“Os países de proveniência expressam a universalidade da igreja, que continua a anunciar o amor misericordioso de Deus a todos os homens na Terra”, acrescentou, numa referência ao esforço que tem feito para tornar o Colégio Cardinalício menos dominado por cardeais europeus.

O grupo de 14 novos cardeais inclui ainda o principal conselheiro do papa, o arcebispo polaco Konrad Krajewski, conhecido pela ajuda aos sem-abrigo, e o arcebispo espanhol Luis Francisco Ladaria, prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé.

O patriarca da igreja caldeia do Iraque, Louis Raphael i Sako, e o arcebispo de Carachi, no Paquistão, Joseph Coutts, dois países onde os cristãos são minoritários, vão igualmente ser nomados cardeais.

O grupo inclui ainda prelados do Peru, México, Bolívia, Madagáscar, Japão, Itália e Espanha.

O bispo do centenário de Fátima chega a cardeal em junho

O bispo António Marto, que o papa vai elevar à condição de cardeal, está à frente da Diocese de Leiria-Fátima desde junho de 2006.

O seu trabalho à frente da diocese de Leiria-Fátima ficou, até agora, marcado pelas visitas ao Santuário de Fátima dos papas Bento XVI e Francisco, pelas cerimónias de canonização dos videntes Francisco e Jacinta Marto – presididas pelo atual pontífice aquando do centenário das “aparições” – e pela abertura da Basílica da Santíssima Trindade.

António Marto, que era bispo de Viseu na altura, foi nomeado pelo Papa Bento XVI para a Diocese de Leiria-Fátima, substituindo Serafim Ferreira e Silva, que pediu a renúncia quando completou 75 anos.

D. António Augusto dos Santos Marto nasceu a 5 de Maio de 1947, em Tronco, concelho de Chaves. Estudou nos Seminários de Vila Real e do Porto, sendo ordenado padre em Roma no ano de 1971, como presbítero da Diocese de Vila Real. Estudou Teologia Sistemática na Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma (de 1970 a 1977).

António Costa felicita bispo de Leiria-Fátima pela notícia da sua nomeação como cardeal
António Costa felicita bispo de Leiria-Fátima pela notícia da sua nomeação como cardeal
Ver artigo

De acordo com a nota biográfica disponível no site do Santuário de Fátima, D. António Marto exerceu desde 1977 a atividade de docente em diversos âmbitos. Foi professor de diversas áreas da teologia no Instituto de Ciências Humanas e Teológicas (Porto), no Centro de Cultura Católica (Porto), na Faculdade de Teologia e na Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa (Porto).

Nestas instituições académicas integrou diversas comissões, tanto ao nível científico como diretivo. Foi também Director-Adjunto da mesma Faculdade de Teologia. É membro da Sociedade Científica da Universidade Católica.

Nomeado para bispo auxiliar de Braga, com o título de Bladia, a 10 de novembro de 2000, a ordenação episcopal teve lugar em Vila Real, a 11 de fevereiro de 2001, na Igreja de Nossa Senhora da Conceição. No dia 22 de abril de 2004 foi nomeado bispo de Viseu.

D. António Marto é ainda, desde abril de 2014, Vice-Presidente da Conferência Episcopal Portuguesa. Função que também exerceu durante o triénio 2008-2011.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.