Todas as deslocações ao estrangeiro do chefe de Estado têm de ter prévio assento do parlamento, de acordo com a Constituição da República Portuguesa.

Até agora, Rebelo de Sousa realizou 21 deslocações ao estrangeiro, três das quais visitas de Estado: a primeira, em maio do ano passado, a Moçambique, e as outras em outubro, à Suíça e a Cuba, onde teve um encontro com o líder histórico cubano Fidel Castro, entretanto falecido.

Destacam-se ainda as inéditas comemorações do 10 de Junho em Paris com os portugueses residentes em França, juntamente com o primeiro-ministro, e a deslocação ao Brasil em agosto para a abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

O hemiciclo de São Bento foi igualmente unânime quanto a resoluções de BE e PCP, respetivamente recomendando ao Governo socialista a devida compensação pelo despedimento aos trabalhadores da Casa do Douro, mais de dois meses depois da nomeação da sua comissão administrativa, e para a construção de uma residência de estudantes da Escola Superior de Desporto de Rio Maior.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.