A petição, que deu entrada na Assembleia da República em junho de 2016, foi promovida pela Comissão de Utentes pela abolição das portagens na A1 no concelho de Vila Franca de Xira, justificando para tal os problemas de mobilidade e circulação no município.

“A mobilidade das pessoas e a circulação de viaturas torna-se, a cada dia que passa, mais difícil na ligação entre as diversas localidades que constituem o concelho de Vila Franca de Xira e no seu próprio atravessamento”, refere o texto da petição.

O documento acrescenta que os “obstáculos” à mobilidade e circulação no concelho devem-se, além da existência de portagens, à “falta de vias alternativas à Estrada Nacional 10, particularmente as variantes às cidades de Alverca do Ribatejo, Vila Franca de Xira e Póvoa de Santa Iria.

Em discussão estará também um projeto de resolução do Partido Ecologista “Os Verdes” (PEV) que “recomenda ao governo que considere a abolição das portagens na A1, em todo o concelho de Vila Franca de Xira, e que proceda à construção dos nós de acesso” àquela autoestrada no Sobralinho e a partir da Estrada dos Caniços, em Vialonga.

“A abolição das portagens em Alverca do Ribatejo e Vila Franca de Xira torna-se assim urgente para que a mobilidade das populações, a circulação dos veículos e a qualidade ambiental dentro destas localidades, atravessadas pela EN10, sejam melhoradas, e por consequência se traduzam em ganhos económicos para o próprio concelho de Vila Franca de Xira”, aponta o documento.

Também a Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, liderada pelo socialista Alberto Mesquita, tem vindo a defender a abolição de portagens neste troço.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.