A aprovação decorreu no âmbito da sessão plenária da assembleia europeia, na cidade francesa de Estrasburgo, com 550 votos a favor, 77 contra e 62 abstenções, e foi sucedida pela assinatura em lei pelo presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli.

Em comunicado, a instituição destaca que este é “o maior orçamento anual alguma vez adotado, com 169,5 mil milhões de euros no orçamento geral mais uma estimativa de 143,5 mil milhões de euros para o plano de recuperação”.

A aprovação segue-se ao aval dado pelo Conselho relativamente ao acordo sobre o orçamento da UE para 2022, alcançado com o Parlamento na terça-feira.

Na nota à imprensa, a assembleia europeia destaca que, “para o próximo orçamento anual da UE, os eurodeputados asseguraram mais apoio à saúde, investigação, ação climática, apoio às pequenas e médias empresas e juventude”.

Em concreto, estão previstos mais 190 milhões de euros para o Instrumento de Vizinhança, Cooperação para o Desenvolvimento e Cooperação Internacional centrados na luta contra as pandemias (incluindo através da vacinação), bem mais de 100 milhões para o programa de investigação Horizonte Europa, mais 47,5 milhões para o programa LIFE de ambiente e a ação climática, mais 35 milhões de euros para o Erasmus+ e mais 51 milhões de euros para o programa de saúde EU4Health.

“O nível global eleva-se a 169,5 mil milhões de euros em dotações de autorização e 170,6 mil milhões de euros em dotações de pagamento”, realça ainda a assembleia europeia.

Em meados de outubro, a Comissão Europeia adotou o seu programa de trabalho para 2022 com 42 novas iniciativas estratégicas assentes em seis prioridades, visando tornar a UE “mais ecológica, mais justa, mais digital e mais resiliente” no pós-pandemia.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.