Se a escolha da candidata for uma mulher, será a primeira vez que o PCP o fará desde as eleições de 1976.

Depois de aprovado, e anunciado pelo secretário-geral do PCP, o candidato será apresentado, oficialmente, na quinta-feira, 17 de setembro, numa cerimónia em Lisboa.

Na terça-feira, o secretário-geral dos comunistas excluiu-se de uma candidatura presidencial (a que concorreu duas vezes, em 1996 e 2006) e anunciou, sem “dar nenhuma informação apressada” que, “com certeza” o partido terá “outro candidato, outra candidata que será anunciado talvez no dia 12, mais coisa menos coisa”.

“Eu candidato? Costuma-se dizer que não há duas sem três, mas já participei nessas batalhas”, respondeu aos jornalistas, com uma risada, quando interrogado na terça-feira se sentia “o impulso” de voltar a concorrer.

Desde as primeiras presidenciais no pós-25 de Abril, em 1976, que deram a vitória ao general Ramalho Eanes, até hoje os comunistas apresentaram sempre candidatos às eleições presidenciais, de dirigentes muito próximos da liderança, desistiu por três vezes e dois deles foram mais tarde secretários-gerais - Carlos Carvalhas e Jerónimo de Sousa.

A seis meses do fim do mandato do atual Presidente da República, são já oito os pré-candidatos ao lugar de Marcelo Rebelo de Sousa, apesar de o nome de um deles ainda ser uma incógnita, o do PCP precisamente.

São eles o deputado André Ventura (Chega), o advogado e fundador da Iniciativa Liberal Tiago Mayan Gonçalves, o líder do Partido Democrático Republicano (PDR), Bruno Fialho, a eurodeputada e dirigente do BE Marisa Matias, a ex-deputada ao Parlamento Europeu e dirigente do PS Ana Gomes, Vitorino Silva (mais conhecido por Tino de Rans), o ex-militante do CDS Orlando Cruz e no sábado será conhecido o candidato apoiado pelo PCP.

Marcelo Rebelo de Sousa, eleito em 2016, ainda não revelou se vai recandidatar-se, remetendo uma decisão “lá para novembro”.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.