"Pode perfeitamente ser uma mulher, não haverá nenhuma objecção, bem pelo contrário. As probabilidades são 50/50 porque o grupo parlamentar é absolutamente paritário", disse António Filipe, histórico dirigente comunista, quando questionado sobre a liderança da bancada.

O futuro grupo parlamentar do PCP passa a ser constituído por Jerónimo de Sousa e Alma Rivera, eleitos pelo círculo de Lisboa, Paula Santos e Bruno Dias (Setúbal), Bruno Dias (Beja) e Diana Ferreira (Porto).

De fora ficaram, em relação à última legislatura os 'pesos pesados' João Oliveira, deputado desde 2005 e líder parlamentar desde 2013, mas que não conseguiu a reeleição por Évora, e António Filipe, que falhou a eleição por Santarém.

Também Duarte Alves, 'número três' por Lisboa, deixa o parlamento, assim como Ana Mesquita, que tinha sido eleita em 2019 pelo Porto.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.