Contactado pela Lusa, o responsável da Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP), Celso Manata confirmou que Pedro Dias foi transferido do Estabelecimento Prisional da Guarda, onde se encontrava preso preventivamente, para Monsanto.

Questionado sobre os motivos da transferência, o diretor-geral disse serem "os motivos previstos na lei para uma transferência para uma cadeia deste tipo".

O Estabelecimento Prisional de Monsanto é classificado como de segurança máxima e, segundo o último relatório de atividades da DGRSP, O EP Monsanto, "está vocacionado para responder às exigências de segurança, designadamente à criminalidade violenta e organizada, bem como a certas categorias de reclusos cujo comportamento é suscetível de criar situações graves para a segurança do Sistema Prisional e da própria comunidade reclusa".

Pedro Dias já terá sido transferido, mas, segundo disse à Lusa a advogada Mónica Quintela, a defesa do suspeito dos homicídios de Aguiar da Beira, não foram notificados da transferência.

O arguido ficou na quinta-feira em prisão preventiva "dado o elevado perigo de fuga, continuação da atividade criminosa, perturbação do inquérito" e "alarme social", segundo disse na altura a escrivã da instância local cível do Tribunal da Guarda, Isabel Mota.

Os advogados do suspeito anunciaram de seguida que iriam que vão recorrer da medida de coação para o Tribunal da Relação de Coimbra.

"O despacho da aplicação das medidas de coação foi lido, ainda não temos acesso a ele em suporte físico, em suporte de papel, nem em qualquer tipo de suporte, portanto, quando tivermos acesso ao despacho, depois, no seu tempo certo e na sede própria, iremos enquadrar e recorrer desse despacho", disse aos jornalistas a advogada Mónica Quintela.

O homem, de 44 anos, está acusado da autoria material de dois crimes de homicídio qualificado, três de homicídio qualificado na forma tentada, três de sequestro e um de roubo.

Pedro Dias entregou-se na terça-feira à Polícia Judiciária (PJ), em Arouca, ao fim de 28 dias desaparecido.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.