Segundo a Procuradoria-Geral do Estado do México, entre as 13 vítimas mortais, que incluem uma criança de três anos, 11 foram declaradas no local e as outras duas no hospital Magdalena de las Salinas na capital, Cidade do México.

O presidente da câmara municipal de Ecatepec, Fernando Vilchis, confirmou à imprensa local que o acidente provocou 39 feridos, que estão a ser tratados em diferentes centros hospitalares.

O acidente ocorreu na noite de segunda-feira, pelas 20:00 horas locais (02:00 horas de hoje em Lisboa), quando dois autocarros de transporte público e um terceiro, destinado a rotas locais, chocaram nessa cidade conhecida como “El Gallito”.

Em declarações ao canal Milenio Televisión, o presidente do município afirmou que, apesar de o local do acidente estar sob jurisdição federal, o município ofereceu todos os recursos necessários para socorrer os feridos e, caso seja necessário, as famílias das vítimas serão ajudadas a administrar os procedimentos com as agências de seguros.

Segundo a Cruz Vermelha do México, o acidente ocorreu no quilómetro 16 da estrada México-Pachuca quando um dos autocarros tentava ultrapassar as outras duas unidades de passageiros, acabando por os atingir.

As delegações da Cruz Vermelha de Tecámac, Teotihuacán, Ecatepec e Lázaro Cárdenas estiveram presentes no local do acidente com sete ambulâncias, nas quais 11 feridos foram transferidos para diferentes hospitais no Estado do México e na Cidade do México.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.