O OSDH não conseguiu precisar se os ataques foram lançados pela aviação do regime ou pelo aliado russo numa altura em que a ofensiva de Damasco já lhe permitiu reconquistar 70% do enclave rebelde de Ghouta.

O regime de Bachar al-Assad lançou desde 18 de fevereiro uma ofensiva de uma rara violência contra o último feudo rebelde às portas de Damasco e os bombardeamentos diários na zona mataram pelo menos 1.394 civis, incluindo 271 crianças, segundo o OSDH.

Com o avançar da ofensiva, a operação militar conseguiu dividir em três setores isolados os territórios ainda na posse dos rebeldes.

Os ataques aéreos de hoje visaram a localidade de Zamalka, situada na zona sul do enclave, na posse do grupo rebelde islâmico Faylaq al-Rahmane, segundo o OSDH.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.