Três pessoas ficaram feridas no incêndio, que deflagrou pelas 05:00 (22:00 de domingo em Lisboa), no segundo andar de uma habitação situada num bairro de lata sobrelotado, situado no enorme ‘campus’ da Universidade das Filipinas.

Os bombeiros demoraram cerca de duas horas a extinguir as chamas que destruiu 80 habitações, disse um responsável dos bombeiros Greg Bichayda.

Um inquérito foi já aberto para conhecer a origem do incêndio.

Devido à rápida propagação das chamas, as pessoas ficaram presas no interior das habitações, construídas com materiais leves, acrescentou Bichayda.

A idade das vítimas ainda não é conhecida, mas o mesmo responsável precisou que seis eram menores de idade.

“O nosso quartel fica nas proximidades, mas não fomos chamados de imediato”, indicou.

Mais de 13 milhões de pessoas vivem na capital filipina, densamente povoada, incluindo dezenas de milhares em bairros de lata sobrepovoados onde incêndios são frequentes.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.