Em comunicado, a PJ de Braga referiu que o homem, desempregado e residente naquela freguesia da margem esquerda do rio Lima, "terá atuado movido por sentimentos de vingança e num quadro de consumo excessivo de álcool".

Segundo aquela força policial, "o incêndio florestal ocorreu na quarta-feira, pelas 20:00, e consumiu uma área total aproximada de 1.300 metros quadrados de floresta composta por eucalipto e pinheiro, não tendo tomado outras proporções dada a pronta intervenção dos bombeiros".

Na nota, a PJ especificou que "os factos testemunhados permitiram a localização, identificação e detenção do suspeito", efetuada em colaboração com os militares do posto da GNR de Barroselas, naquele concelho.

O detido vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

Este ano, "a Polícia Judiciária já identificou e deteve 62 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal", refere o comunicado.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.