Em comunicado, a PJ descreve que, “na madrugada do dia 31 de janeiro de 2020, o arguido entrou num acesso a um espaço hoteleiro onde a vítima, uma jovem de 26 anos de nacionalidade francesa, se encontrava alojada, roubando-a e violando-a no momento em que aquela ia ali entrar”.

De acordo com a PJ, o homem, “de nacionalidade estrangeira” e “a viver há já vários anos em Portugal, não possui residência nem qualquer ocupação profissional, pernoitando sempre em locais diferentes”.

Aquela força policial acrescenta que a “sua identificação, localização e detenção” foi “agora possível após inúmeras diligências levadas a cabo pela PJ”.

O detido, de 33 anos, tem “antecedentes criminais por diversos crimes violentos pelos quais cumpriu penas de prisão”.

A PJ diz estarem em causa o “mesmo tipo de crimes agora indiciados”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.