O memorando foi assinado à margem da 108.ª Sessão do Conselho Executivo da OMT, a decorrer em San Sebastián, em Espanha, para que as escolas nacionais integrem a rede de “Centros Internacionais em colaboração com a Academia da OMT”.

Este entendimento prevê um trabalho conjunto em áreas como programas de formação e educação em turismo, organização de cursos e atividades relacionadas com formação de formadores, projetos conjuntos de investigação turística e na colocação de técnicos e disponibilização de estágios.

“O memorando que assinamos hoje abre uma nova etapa na colaboração entre a OMT e Portugal para benefício de todo o setor”, disse o secretário-geral da OMT, Zurab Pololikashvili, citado em comunicado da Secretaria de Estado do Turismo.

Presente na assinatura, a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, notou que o memorando é o “reconhecimento de Portugal como exemplo mundial de referência no turismo e da qualidade da formação em Turismo em Portugal”.

Já o presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, reafirmou a importância em apostar na formação, já que são as “pessoas e o seu talento que credibilizam esta indústria”.

A taxa de empregabilidade das 12 escolas do Turismo de Portugal subiu para 90%, de acordo com o Estudo de Inserção Profissional relativo a 2017. Na edição anterior a taxa era de 88%.

Por ano, são formados mais de 3.000 alunos por ano.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.