De acordo com a gestora da rede elétrica em Espanha, o exercício começou com um apagão em todo o sistema elétrico peninsular, às 09:00, depois de um incidente grave.

A partir desse momento, a Rede Elétrica de Espanha, com a colaboração dos homólogos português e francês, ativou o processo de substituição da fonte de alimentação do sistema elétrico, baseado em "ilhas elétricas", pequenas áreas com capacidade de geração autónoma.

Em simultâneo, foi ativado o protocolo de comunicação com as forças de segurança, tanto nacionais como regionais.

Quatro horas depois, pelas 13:00, o exercício foi considerado concluído quando o sistema elétrico estava a funcionar de forma segura.

Este tipo de simulacros permite testar os planos de restauração do sistema elétrico na Península Ibérica, bem como articulação com Portugal e França, reforçando-se processos de coordenação.

“O exercício de hoje, realizado em Madrid, teve por objetivo treinar os operadores do centro de despacho de Espanha, em articulação com os centros de despacho vizinhos – Portugal e Sudoeste da França – para um incidente de apagão elétrico generalizado com impacto nos respetivos Sistemas Elétricos", disse à Lusa o diretor de gestão do sistema da REN - Redes Energéticas Nacionais, Albino Marques.

O mesmo responsável explicou que foi utilizado o simulador de treino da Rede Elétrica de Espanha em Madrid e que as operações foram conduzidas com a presença de operadores de cada um dos três sistemas elétricos envolvidos.

Albino Marques afirmou ainda que "o exercício correu muito bem e foi muito útil para testar os procedimentos de atuação de emergência de cada país, assim como os procedimentos de apoio, em vigor, entre países”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.