“Importa é que contactem com a Embaixada portuguesa em Rabat e que entrem em contacto também com o gabinete de emergência consular da Direção Geral dos Assuntos Consulares e das Comunidades Portuguesas”, disse hoje o ministro José Luís Carneiro.

Falando à margem da inauguração da Academia Lanterninha, em Matosinhos (Porto), o ministro da Administração Interna adiantou que a informação que teve do Ministério dos Negócios Estrangeiros é a de que todos os portugueses que vierem a carecer de apoio das autoridades portuguesas, vão ter esse apoio.

“A informação que tenho do Ministério dos Negócios Estrangeiros e do senhor ministro, com quem falei ontem [domingo], é de que todos os portugueses que vierem a carecer de apoio das autoridades portuguesas, tê-lo-ão”.

A Força Aérea Portuguesa retirou de Marrocos, na noite de sábado, 102 cidadãos portugueses que pediram ajuda para deixar o país africano.

O sismo que atingiu Marrocos na noite de sexta-feira causou mais de 2.122 mortos e 2.421 feridos, provocando danos generalizados na região de Marraquexe, importante destino turístico marroquino.

O tremor de terra, cujo epicentro se registou na localidade de Ighil, 63 quilómetros a sudoeste da cidade de Marraquexe, foi sentido em Portugal e Espanha, tendo atingido uma magnitude de 7,0 na escala de Richter, segundo o Instituto Nacional de Geofísica de Marrocos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.