Esta nova fase do projeto "Reciclar é dar +", promovido pelo município do distrito do Porto, em parceira com a LIPOR, arrancou hoje para os setores residenciais e não residenciais da zona Norte e da Mariadeira, com ativação da campanha através da distribuição dos panfletos informativos.

De seguida, serão distribuídos aos munícipes aderentes desses locais os contentores para recolha de papel/cartão, plástico/metal, vidro e indiferenciados, e prestadas as informações sobre a periodicidade da recolha e os procedimentos de entrega dos resíduos.

Com o alargamento do projeto para a zona norte da cidade, uma das populosas, e para área da Mariadeira, na parte nascente da Póvoa de Varzim, os responsáveis da autarquia poveira esperam abranger 2200 fogos.

O sistema de recolha seletiva porta a porta arrancou na Póvoa de Varzim em setembro de 2018, em duas zonas piloto (Bairro Sul e Matriz), com o objetivo inicial de atingir 195 toneladas de resíduos recicláveis num ano, que depois, dada a adesão, foi ajustado para 250 toneladas anuais.

Nessas duas zonas pioneiras, os objetivos foram superados, e, segundo informação da autarquia, no período de um ano foram recolhidas 275 toneladas de resíduos recicláveis que foram enviados para a valorização.

Além dos benefícios para o ambiente, com a promoção da reciclagem, e da comodidade para os habitantes, que não precisam de se dirigir aos ecopontos para depositar os resíduos, a adesão ao projeto "Reciclar é dar +" permite vantagens individuais e sociais a quem aderir ao mesmo.

Além de descontos na fatura da água aos munícipes, está também contemplado que parte dos ganhos com a eficiência do processo de reciclagem reverta a favor dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Varzim.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.