Nas últimas eleições presidenciais, em 24 de janeiro de 2016, e à mesma hora, a afluência às urnas foi de 37.69%.

Hoje, até às 12:00, a afluência às urnas situou-se em 17,07% (15,82% à mesma hora de 2016), incluindo os dados da votação antecipada, que teve mais participação do que em anos anteriores.

As urnas para as eleições presidenciais abriram hoje às 08:00 em Portugal Continental e na Madeira e uma hora depois nos Açores devido à diferença horária, encerrando às 19:00.

Para o sufrágio de hoje estão inscritos 10.865.010 eleitores, mais 1.208.536 do que nas eleições presidenciais de 2016, quando o total de eleitores inscritos era de 9.741.377.

Desta forma, mesmo sugerindo uma percentagem afluência inferior em relação a 2016, é necessário ter em conta que o número de eleitores inscritos é superior, pelo que o número absoluto de eleitores deveria ser superior.

O aumento do número de eleitores deve-se ao recenseamento automático de todos os portadores de cartão de cidadão, que visa muitos eleitores no estrangeiro.

Foram sete os candidatos ao Palácio de Belém: Além do atual Presidente e recandidato, Marcelo Rebelo de Sousa, apoiado pelo PSD e CDS-PP, Marisa Matias (apoiada pelo Bloco de Esquerda), Tiago Mayan Gonçalves (Iniciativa Liberal), André Ventura (Chega), Vitorino Silva, mais conhecido por Tino de Rans, João Ferreira (PCP e PEV) e antiga eurodeputada do PS Ana Gomes (PAN e Livre).

[Notícia atualizada ás 19:37]

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.