"É natural, toda a gente estava à espera que o Presidente da República se recandidatasse. Nós, agora, vamos aguardar e estamos à espera que o senhor Presidente se pronuncie sobre quais são os seus compromissos relativamente às autonomias", observou, à margem de uma visita a uma exploração agrícola no concelho de Santana.

O alargamento dos poderes e competências legislativas das autonomias e a revisão "imperativa" da Lei de Finanças Regionais são matérias reivindicadas pelo PSD/M.

Na segunda-feira, Marcelo Rebelo de Sousa anunciou em Lisboa a sua decisão de se recandidatar ao cargo de Presidente da República.

Prestes a completar 72 anos, no dia 12 de dezembro, Marcelo Rebelo de Sousa foi eleito Presidente da República à primeira volta nas eleições de 24 de janeiro de 2016, com 52% dos votos expressos.

Professor catedrático de direito jubilado, antigo presidente do PSD e comentador político televisivo, assumiu a chefia do Estado em 09 de março de 2016, mantendo em aberto a sua candidatura a um segundo mandato de cinco anos.

As candidaturas têm de ser apresentadas formalmente perante o Tribunal Constitucional até 30 dias antes das eleições, 24 de dezembro, propostas por um mínimo de 7.500 e um máximo de 15.000 eleitores, e a campanha eleitoral decorrerá entre 10 e 22 de janeiro.

O próximo Presidente da República tomará posse perante a Assembleia da República no dia 9 de março de 2021, último dia do atual mandato de cinco anos de Marcelo Rebelo de Sousa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.