“É a idade. Eu tenho 64 anos, passei por quatro cirurgias, em que me foi aberto todo o abdómen. Por duas vezes colocaram-me tudo para fora [intestinos]. Foi algo extremamente grave. Parece que estou ‘grávido'”, brincou o chefe de Estado, numa conversa com alguns jornalistas, num hospital em Brasília.

Jair Bolsonaro encontrava-se de visita à sua mulher Michelle Bolsonaro, hospitalizada devido à realização de cirurgias estéticas.

Segundo o médico cirurgião, Régis Ramos, que avaliou Jair Bolsonaro e que também realizou as cirurgias da primeira-dama brasileira, o chefe de Estado apresenta uma hérnia lateral, que causa “um certo desconforto, de vez em quando”.

O Presidente confirmou que “teve uma crise, há cerca de 40 dias”, “ao nível de uma alça intestinal”, mas que “resolveu tudo sozinho”.

Jair Bolsonaro disse ainda que passará por exames médicos em fevereiro, após regressar de viagem à Índia.

Em 06 de setembro de 2018, quando participava de um comício eleitoral na cidade de Juiz de Fora, no estado de Minas Gerais, Jair Bolsonaro sofreu um ataque com faca, tendo sido posteriormente submetido a várias cirurgias.

O autor do ataque contra Jair Bolsonaro, Adélio Bispo, foi preso no mesmo dia, mas em junho deste ano a justiça absolveu-o por o considerar portador de problemas mentais.

Desde que assumiu o cargo presidencial, há um ano, Bolsonaro teve vários problemas de saúde.

Além das consequências do esfaqueamento, o Presidente sofreu uma queda em dezembro, que lhe causou uma breve perda de memória, e, semanas antes, levantou a “possibilidade de ter cancro de pele”, possibilidade que foi afastada após uma biopsia que deu resultado negativo.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.