“O potencial e a força dos BRICS em termos de recursos, mercado e força de trabalho não mudaram e o desenvolvimento dos países a médio prazo é positivo”, disse Xi durante a ronda de discursos prévios no âmbito da Declaração de Goa da VIII Cimeira dos países deste mecanismo.

Xi declarou que a economia global passa por uma “recuperação enganosa” e que estão a aparecer novos desafios associados às inovações científicas, uma revolução tecnológica e uma transformação industrial que está a emergir de forma rápida.

Neste sentido, apelou para “reimpulsionar” a confiança nos BRICS, chamando o mundo dos negócios a apostar neles e a continuar a cooperação no seio do mecanismo.

Também destacou a necessidade de dar vigor ao novo Banco de Desenvolvimento dos BRICS e convertê-lo numa marca de referência para a comunidade internacional e para as agências de desenvolvimento.

A VIII Cimeira dos BRICS realiza-se em Goa, ocidente da Índia, com a recuperação da economia dos seus membros no centro da agenda.

Com cerca de 43% da população mundial, 30% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial e 17% do comércio global, os BRICS querem explorar alternativas de recuperação para voltarem a ser motores de desenvolvimento mundial.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.