O Ferrovia 2020 representa um investimento total nas infraestruturas ferroviárias de 2,171 mil milhões de euros, dos quais 49% financiados pelo Estado - através do Orçamento do Estado - e 51% suportado por fundos comunitários.

Segundo António Laranjo, que está hoje a ser ouvido na Comissão de Economia, o programa "está sensivelmente a meio", com 42% dos investimentos previstos em contratação, 52% em projeto e 6% já concluídos.

O objetivo, de acordo com o presidente da IP, é garantir que em 2020 todas as obras estarão no terreno para estarem executadas em 2023.

Em termos de empreitadas, de acordo com os dados trazidos à Comissão de Economia pela IP, 5% das obras estão atualmente concluídas, 37% estão em desenvolvimento e 58% em lançamento.

Entre os projetos, sinalizou, 69% estão concluídos e 31% em desenvolvimento.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.