A justificação foi transmitida hoje através de um comunicado do gabinete do chefe do executivo, o conservador populista Boiko Borisov.

O candidato independente Rumen Radev, antigo comandante da Força Aérea sem experiência política, apoiado pela oposição socialista, derrotou Tzetzka Tsacheva, proposta pelo partido Cidadãos para o Desenvolvimento Europeu (GERB) de Borisov.

O ex-militar, vencedor das eleições presidenciais, já demonstrou proximidade em relação a Moscovo, tendo mesmo defendido o levantamento “o mais rápido possível” das sanções impostas à Rússia pela União Europeia.

A demissão do governo vai obrigar a realização de eleições legislativas antecipadas na Bulgária.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.