Os juízes do tribunal de Hamburgo decidiram condenar Ahmad Alhaw, de 27 anos, a prisão perpétua, considerando que o seu ato “contribuiu para a jihad mundial e com circunstâncias agravantes para o islamismo”.

Uma pessoa morreu a 28 de julho do ano passado depois de ter sido esfaqueada num supermercado em Hamburgo.

O individuo foi detido pela polícia no supermercado, depois de ter avançado sobre várias pessoas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.