Na sentença, o tribunal estabeleceu ainda a possibilidade de ser concedida liberdade condicional ao casal após o cumprimento de 25 anos de prisão.

David e Louise Turpin foram sentenciados após uma audiência em que algumas das crianças revelaram publicamente, pela primeira vez, o abuso e as torturas realizados pelos pais.

A condenação foi proferida um ano depois de a filha de 17 anos do casal Turpin ter saltado de uma janela da casa da família, na região da Califórnia, e de ter ligado para o número norte-americano de emergência, relatando que alguns dos seus irmãos estavam acorrentados às camas e que ela não tomava banho há meses.

David Turpin, de 57 anos, e a mulher Louise, de 50 anos, que confessaram os crimes em fevereiro, esperavam uma pena de prisão de, pelo menos, 25 anos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.