Para os socialistas, é "inaceitável" que o município não tenha aproveitado uma medida "que permitiria aos cidadãos amarantinos acederem a consultas gratuitas num centro de saúde do concelho".

"Contrariamente à postura assumida pelo município de Amarante, os concelhos de Penafiel, Lousada, Marco de Canaveses e Mondim de Basto colocaram-se entre os primeiros da região a aderir a este programa", critica a concelhia do PS.

Aquele partido recorda que a iniciativa lançada pelo Governo tem como objetivo "promover o acesso da população a cuidados de saúde dentários", reforçando "o acompanhamento adequado na saúde oral da população, em particular dos mais desfavorecidos".

Os socialistas de Amarante assinalam ainda que 65 municípios aceitaram assinar o alargamento do projeto, "comprometendo-se a realizar um investimento de 50.000 euros num espaço físico para a realização das consultas, nomeadamente na colocação da cadeira de dentista e de equipamentos complementares".

Comentando a posição do PS, o presidente da câmara, José Luís Gaspar, disse à Lusa ser intenção da autarquia aderir ao programa lançado pelo Governo, que disse saudar, recordando que o despacho do secretário de Estado é de 18 de setembro.

O chefe do executivo de maioria PSD/CDS recordou, por outro lado, que essa medida até constava do seu programa eleitoral nas autárquicas de 2017.

Sobre a adesão de outros municípios da região, indicados no comunicado do PS, José Luís Gaspar referiu que, provavelmente, deverão ter sido convidados diretamente pela Administração Regional de Saúde do Norte, o que “não aconteceu com Amarante”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.