No requerimento entregue na Comissão de Assuntos Constitucionais, o PSD classificou de “notícias preocupantes” por as aeronaves estarem “totalmente inoperacionais” e só poderem “voltar a voar após a manutenção geral obrigatória”.

Essa manutenção não está a ser feita “devido a conflitos entre as empresas” subcontratadas pelo Estado, segundo os sociais-democratas, o que levou o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, a dizer que o Estado vai denunciar o contrato com a Everjets.

Face a “esta caricata declaração e a balbúrdia” gerada numa altura em que está quase a começar a “época mais crítica dos incêndios”, a bancada do PSD considera urgente “apurar todos os factos relacionados com a operacionalidade” dos helicópteros.

A Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias tem agendada uma reunião para quarta-feira, 02 de maio, e está prevista uma audição do ministro Eduardo Cabrita a 08 de maio, que inclui a temática dos fogos florestais.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.