Em comunicado, a PSP adianta que 123 condutores foram detidos por condução sob influência de álcool e 64 por falta de habilitação legal para conduzir.

Durante a operação, que decorreu de 29 de outubro a 03 de novembro, a PSP fiscalizou 18.583 viaturas, levantou 3.350 autos e detetou 3.003 infrações, 150 das quais por uso do telemóvel durante a condução, 136 por falta de inspeção periódica obrigatória, 86 por não utilização do cinto de segurança, duas por transporte de crianças com idade inferior a sete anos, em motociclos, e 13 por não utilização de capacete.

A Polícia de Segurança Pública apreendeu ainda 112 viaturas e 190 documentos, num total de 336 apreensões.

A operação “Pela vida, trave!” foi “especialmente direcionada” aos condutores de automóveis e velocípedes, no que respeita às infrações do Código da Estrada”, tendo sido dado “especial relevo” à condução sobre o efeito de álcool, transporte de crianças, iluminação e infrações na condução de velocípedes.

As ações de fiscalização ao trânsito realizaram-se ao longo de sete dias em diferentes horários e nas áreas de responsabilidade da PSP, os centros urbanos.

A operação teve como objetivo “prevenir e dissuadir comportamentos de risco, promover o sentimento de segurança de todos os utilizadores da via pública, bem como dinamizar a cultura de segurança rodoviária”.

Para a operação, a PSP mobilizou 3.356 polícias e 1.646 viaturas policiais.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.