Segundo informação disponibilizada pelo Comando Distrital da PSP, o suspeito foi apanhado numa habitação onde foram também detetadas irregularidades no uso dos bens públicos objeto da operação levada a cabo em parceria com a Câmara Municipal de Mirandela e a EDP.

Como revela a PSP, “num dos locais foi constituído arguido um suspeito” por terem sido apreendidas na área de influência da residência 92 doses de heroína, 42 doses de cocaína e uma arma de calibre 6,35 milímetros.

A operação conjunta decorreu na terça-feira no âmbito de uma “ação de fiscalização municipal que se prendia com o consumo de água e energia sem custódia pública”.

Numa residência fiscalizada foi suspenso o abastecimento de água pelos técnicos da Câmara Municipal de Mirandela.

Noutra residência, além de cortado o abastecimento de água, foi também interrompido o abastecimento de energia elétrica com a intervenção dos técnicos da EDP.

A PSP informou que “este consumo fraudulento de água e energia decorria há vários anos, representando avultados prejuízos para o erário público e evidenciando uma impunidade inaceitável”.

“Deste modo, com a conjugação de esforços entre a Polícia de Segurança Pública, técnicos municipais e da EDP distribuição, começam a garantir que estas situações se identifiquem e terminem”, refere, em comunicado.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.