Responsável por esta angariação de fundos está a recém-formada Opening Day Foundation, onde Eric Trump e Donald Trump Jr. ocupam cargos de direção. Trocar acesso ao presidente dos EUA no fim de semana após a tomada de posse a troco de uma generosa doação não caiu bem e fez estalar o verniz.

O caso foi denunciado pelo Centro para a Integridade Pública (CIP). No panfleto de promoção desta angariação de fundos, publicado pelo CIP,  pode ver-se que o evento de “homenagem ao Presidente Donald J. Trump” está marcado para 21 de janeiro, um dia depois da tomada de posse. O documento detalha ainda as contrapartidas de cada doação, sendo que quanto maior a generosidade, maiores as regalias.

Exemplificando: por 25 mil dólares é possível adquirir 2 convites VIP para este evento. Por 250 mil dólares já é possível ter uma receção privada - e tirar uma fotografia - com Donald Trump Jr. e Eric Trump, filhos do presidente eleito. Se a doação chegar aos 500 mil dólares já é possível conseguir uma receção privada para 8 pessoas com o Presidente Donald Trump, com direito a fotografia para a posteridade, e participar numa excursão com um dos filhos do presidente. Caso a doação atinja um milhão de dólares, o valor mais elevado, o encontro com Trump é válido para 16 convidados e a excursão pode contar com quatro participantes, mais dois do que no patamar anterior.

Escreve o Centro para a Integridade Pública que as doações visam organizações de "conservação" não identificadas e que as identidades dos doadores podem nem sequer vir a ser conhecidas, o que não promove a transparência da iniciativa.

Face a estas notícias, o gabinete de transição de Trump emitiu ontem uma nota onde se pode ler que “o evento Opening Day e detalhes que foram reportados são conceitos meramente iniciais, que não foram aprovados ou perseguidos pela família Trump. Donald Trump Jr. e Eric Trump apreciam muito atividades ao ar livre e apoiam os esforços de conservação [da natureza], o que está em linha com os objetivos deste evento, ainda que não estejam envolvidos no mesmo a nenhum nível”.

De referir que três dos quatro filhos adultos de Trump integram a sua equipa de transição, ou seja, o conjunto de pessoas responsáveis por preparar a sua chegada à Casa Branca.

Escreve o The New York Times, citando um ex-consultor da Casa Branca que serviu os últimos seis presidentes, que este episódio salienta a necessidade de Trump definir claramente o papel que os seus filhos têm na administração. “Denoto alguma insensibilidade para aquilo que está por vir”, disse Michael H. Cardozo.

O jornal revela ainda que esta terça-feira foi feito um novo panfleto promocional do evento de homenagem a Trump. Os valores são os mesmos, mas caíram as referências ao presidente Donald Trump e aos seus filhos. Agora, os encontros privados prometidos são com “VIPs e celebridades associadas ao evento” e detalha-se somente o número de pessoas aceites em cada excursão.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.