“Do total de desempregados ao longo de 2020, 31,3% (109,6 mil) permaneceram nesse estado um ano após (em 2021), enquanto 48,8% (171,3 mil) transitaram para o emprego e 19,9% (69,9 mil) transitaram para a inatividade”, apontam as estatísticas relativas aos fluxos entre estados do mercado de trabalho do INE.

De entre os desempregados de curta duração em 2020, 57,2% (133,8 mil) transitaram para o emprego no espaço de um ano (em 2021). No mesmo período, 32,1% (37,5 mil) dos que estavam desempregados há 12 e mais meses transitaram para o emprego.

Em termos trimestrais, do total de pessoas que estavam desempregadas no terceiro trimestre de 2021, mais de metade (52,8%: 168,2 mil) permaneceram nesse estado no quarto trimestre, enquanto 27,1% (86,5 mil) transitaram para o emprego e 20,1% (64,0 mil) para a inatividade.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.