A seis dias do evento ‘O Pinhal é a Nossa Bandeira’, que decorre no sábado, estavam já inscritos quase 4.500 voluntários de todo o país, que irão plantar os 70 mil pinheiros oferecidos por diversas empresas e entidades, afirmou à agência Lusa um dos elementos da organização, Alexandra Serôdio.

"A nossa expectativa é a de que o número seja maior, tendo em conta o enorme interesse que as pessoas têm manifestado, sobretudo desde o passado fim de semana. No entanto, o número de participantes vai depender das condições climatéricas e não sabemos como vai estar o tempo", salientou Alexandra Serôdio.

A plantação que irá decorrer no talhão 256 do Pinhal de Leiria, ao longo de cerca de 30 hectares, que foi destruído pelo incêndio de 15 de outubro de 2017, decorrerá entre as 10:00 e as 11:30, prevendo-se que às 12:00 seja formada a Bandeira Nacional Humana com chapéus-de-chuva.

Segundo uma nota da organização, a iniciativa pretende assinalar o Dia Mundial da Árvore e ajudar a reflorestar o Pinhal de Leiria - dizimado em mais de 80% pelo fogo de 2017.

Tendo como parceiros estratégicos o exército Português e a Força Aérea, o evento "O Pinhal é a Nossa Bandeira", é organizado pelas empresas de produção de eventos It's Happening (Marinha Grande) e Agency Model's (Leiria) e coorganizada pela Câmara Municipal da Marinha Grande.

A este grupo juntaram-se ainda mais de 50 empresas do país que contribuíram com a aquisição dos pinheiros e dos chapéus-de-chuva.

A Federação Portuguesa de Atletismo, o IAPMEI, Juventude Vidigalense, União de Leiria, Sporting Clube Marinhenses, Clube de Atletismo da Marinha Grande, Corpo Nacional de Escutas e Escoteiros de Portugal são algumas das entidades que também se associaram a esta iniciativa de caráter social.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.