Durante um comício no Iowa, um agricultor de 83 anos que estava entre o público, acusou o pré-candidato a presidente pelos democratas, Joe Biden de "enviar" o filho para trabalhar na Ucrânia, dando margem para os ataques do presidente republicano, Donald Trump. Biden não gostou, mas gostou ainda menos do que ouviu a seguir quando o homem lhe disse que era "muito velho" para concorrer à presidência.

"Você é um mentiroso, homem", respondeu Biden sobre a acusação referente ao filho, Hunter Biden, que integrou entre 2014 e 2019 a direção da empresa de gás ucraniana Burisma, onde recebia um salário mensal de 50 mil dólares, segundo a imprensa americana. Este foi um momento de raiva incomum para o político habitualmente tranquilo, que Trump chama de "Sleepy Joe" ("Joe Sonolento").

Mas ficaria pior. "Não sou sedentário", começou por afirmar Biden para rebater a afirmação do agricultor de que está velho para concorrer à presidência. "A razão para me candidatar é exatamente porque já estou há muito tempo nisto, sei mais do que a maioria e posso realizar as coisas".

Da justificação, o ex-vice presidente de Obama passou ao desafio: "Quer ver se estou em forma, vamos fazer flexões juntos. Vamos correr, o que você quiser. Um teste de coeficiente intelectual".

O agricultor respondeu que não voltará a votar em Biden, e este reagiu prontamente: "eu sei, você está muito velho".

Biden lidera a média de sondagens nacionais na corrida pela nomeação democrata à presidência, à frente de Elizabeth Warren e Bernie Sanders.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.