De acordo com Departamento de Polícia de Vallejo, os agentes dirigiram-se ao local depois dum funcionário do Taco Bell ligar para o 911 (o número de emergência nos EUA), dizendo que estava um homem “caído” sobre o volante da sua viatura na zona de “drive through” do restaurante. A chamada terá sido feita às 22.30 de sábado, 9 de dezembro (6:30 de dia 10 em Lisboa).

Chegadas ao local, as autoridades deparam-se com McCoy com uma pistola ao colo e sem responder às suas solicitações, estando com as portas do carro trancadas. Ao pedirem reforços, o homem ter-se-á mexido “subitamente”, pelo que os agentes ter-lhe-ão pedido para “manter as mãos visíveis”, mas este terá “rapidamente mexido as suas mãos para pegar na arma”. Em resposta, os seis agentes dispararam durante quatro segundos “por medo pela sua segurança”, resultando em ferimentos que causaram a morte no local.

A polícia de Vallejo ainda não confirmou a identidade do homem e disse que uma autópsia está pendente. A família de Willie McCoy, contudo, já declarou ser o rapper o visado, considerando que este foi um caso de discriminação racial e que não havia razões para usar força letal numa pessoa que estava a dormir, ponderando agora levar o caso à justiça

Em declarações ao jornal The Guardian, Marc McCoy, irmão mais velho de Willie, acusou a polícia de “não ter feito uma tentativa de chegar a uma solução pacífica”, considerando que o seu trabalho é de “deter pessoas que estão a violar a lei” e não de “fazê-la cumprir pelas próprias mãos”. “Nunca os perdoaremos”, promete.

Para o homem de 50 anos, as autoridades deviam ter obrigado o irmão a sair do carro depois de usar a sirene e não aproximar-se dele e surpreendê-lo da maneira como fizeram. “A polícia está treinada para disparar primeiro”, disse Marc ao jornal britânico, denunciando que as forças de segurança nos EUA “não respeitam pessoas negras”.

David Harrison, primo de McCoy, concorda. “Estamos a ser visados.... A polícia está a levar uma campanha para executar jovens homens negros que preencham um certo perfil”, diz, lembrando que Willie preenchia os requisitos por representar “a música hip-hop”.

Vallejo é uma cidade conhecida por ter uma cena de música negra forte, sendo os rappers E-40 e Mac Dre, assim como os cantores H.E.R ou Sly Stone, naturais desta localidade da Bay Area, a 30 quilómetros a norte de São Francisco.

Este é mais um de lista de casos de violência protagonizados pela polícia na região da Bay Area. Em 2018, quatro agentes alvejaram um homem sem-abrigo que estava armado e a dormir entre duas casas em Oakland, levando a sua família a processar os polícias responsáveis. Já em 2015, um homem foi morto dentro do seu carro na mesma cidade, tendo as autoridades justificado os disparos com o argumento de que o homem recorreu à arma que tinha no lugar do passageiro. A sua família obteve uma compensação de 1,2 milhões de dólares (aproximadamente um milhão e 60 mil euros).

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.