"É uma medida social com muito impacto no rendimento disponível familiar […] e só é possível devido ao grande esforço financeiro e de contenção do Governo Regional", disse hoje o vice-presidente do executivo, Pedro Calado, na apresentação deste novo programa, no Funchal.

Segundo o governante madeirense, o programa de redução tarifária permitirá às famílias poupar até dois salários mínimos regionais, ou seja, 1.300 euros por ano, conforme as ligações que efetuarem.

Esta medida custará ao Governo Regional oito milhões de euros por ano, através de indemnizações compensatórias às cinco operadoras da região.

Há também vários escalonamentos com repercussões ao nível das crianças (gratuito até aos 12 anos), dos pensionistas e reformados (com pensões inferiores a 240 euros o passe é também gratuito), dos estudantes até aos 18 anos e dos universitários até aos 23 anos.

"É o culminar do esforço social e político que temos vindo a fazer ao longo dos últimos anos", referiu o vice-presidente do Governo Regional.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.