"Estamos a viver momentos muito graves na nossa vida democrática e é nestas circunstâncias que me quero dirigir a todos os espanhóis", começou por esclarecer Felipe VI na mensagem. "Todos temos visto os movimentos da Generalitat para que seja proclamada a independência", disse.

"[O governo catalão] com as suas decisões enfraqueceram de forma sistemática e reiterada as normas, demonstrando uma deslealdade inadmissível para com os poderes do Estado, aqueles que representam a Catalunha", continuou.

Filipe VI afirmou ainda que a "sociedade catalã está dividida" e que através desta "conduta irresponsável" podem "colocar em risco a estabilidade económica e social da Catalunha".

"Sem respeito democrático, não há uma convivência pacífica. Na Espanha constitucional e democrática, há um espaço de encontro e concórdia", refere o Rei de Espanha.

"Na Catalunha há muita preocupação perante as atividades das autoridades. Não estão sós", afirmou. "Aos espanhóis, quero transmitir uma mensagem de tranquilidade e de esperança. São momentos difíceis, mas vamos superá-los", continuou.

A mensagem termina a mensagem com os desejos de uma "Espanha melhor onde esteja também a Catalunha com o compromisso da coroa com a democracia, unidade e a permanência de Espanha".

A intervenção policial para impedir a realização do referendo sobre a independência da Catalunha no domingo fez 893 feridos, segundo as autoridades regionais, mas apesar da repressão, 42% dos 5,3 milhões de eleitores conseguiram votar, e 90% deles votaram a favor da independência, segundo o governo regional da Catalunha (Generalitat).

A Espanha vive uma crise institucional depois de as autoridades da Comunidade Autónoma da Catalunha terem organizado no último domingo um referendo de autodeterminação da região que foi considerado ilegal pelo Estado espanhol.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.