Maurice Robinson, de 25 anos, é conhecido por Mo e está a ser acusado de homicídio. Segundo a Reuters, o motorista assumiu-se culpado por ter participado num esquema para ajudar a imigração ilegal numa declaração em vídeo, uma vez que se encontra na prisão de Belmarsh, em Londres.

Na audiência que se realizou hoje, Maurice Robinson admitiu que participou, "por dinheiro", em atividades relacionadas com imigração ilegal entre maio de 2008 e outubro de 2019.

No domingo, outro cidadão da Irlanda do Norte foi acusado de tráfico de pessoas por estar relacionado com o mesmo caso.

Christopher Kennedy, 23 anos, natural de Darkley, condado de Armagh, foi detido na passada sexta-feira, por participar no transporte ilegal de pessoas e por infringir a legislação de imigração britânica.

Ao mesmo tempo foi emitido um mandado de captura e extradição contra Eamonn Harrison, 22 anos, que se encontra na República da Irlanda e que alegadamente está envolvido no mesmo caso.

Na mesma investigação, a polícia britânica urgiu os irmãos Ronan e Christopher Hughes para que se entreguem como suspeitos de homicídio e tráfico de seres humanos.

Não há ainda data definida para julgamento, mas Robinson vai ser presente a tribunal no dia 13 de dezembro.

Na madrugada de 22 para 23 de outubro os corpos de 39 migrantes foram encontrados num camião frigorífico numa zona industrial de Essex, 30 quilómetros ao leste de Londres.

O contentor que transportava os 31 homens e oito mulheres chegou de navio ao porto de Purfleet, oriundo de Zeebruges, na Bélgica.

(Notícia atualizada às 11h46)

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.