"Devido a razões comerciais, a nossa ligação entre o Porto e Lisboa deixará de operar a partir de 25 de outubro", respondeu fonte da companhia aérea irlandesa à Lusa, garantindo, porém, que vai manter outros voos a partir destas cidades, "57 rotas do Porto e 30 de Lisboa".

A decisão da Ryanair foi avançada inicialmente pelo Jornal de Notícias. O diário começou por noticiar que "quem se quis antecipar na compra de bilhetes para novembro é que percebeu que a ligação entre a capital e a Invicta iria acabar" e que, assim a viagem ia passar "a ser feita apenas pela companhia portuguesa TAP".

A TAP já tinha anunciado no passado 13 de agosto que em 2020 a ponte aérea do Porto para Lisboa iria ganhar "mais uma frequência diária em relação ao verão de 2019".

Esta decisão surge no mesmo dia em que a companhia aérea anunciou ter chegado a acordo com a ANA – Aeroportos de Portugal para manter a base em Faro, ainda que mais reduzida, bem como uma parte dos postos de trabalho.

*Com agência Lusa

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.