“Se [Donald] Trump for sério em busca de políticas que melhorem a vida das famílias trabalhadoras deste país, eu e outros progressistas estamos preparados para trabalhar com ele”, disse Sanders, que perdeu nas eleições primárias do Partido Democrata frente a Hillary Clinton.

“Se implementar políticas racistas, sexistas, xenófobas e contra o meio-ambiente, vamos opor-nos energicamente”, acrescentou o senador eleito pelo Vermont.

Sanders, que se identifica como um socialista democrático, disse que Trump “se aproveitou da ira de uma classe média em declínio que está doente e cansada da ordem económica, da classe política e dos meios de comunicação do poder”.

“As pessoas estão cansadas de trabalhar mais horas por salários mais baixos, de ver como trabalhos dignos vão para a China e para outros países com baixos salários”, acrescentou.

Donald Trump vai ser o 45.º Presidente dos Estados Unidos depois de vencer a candidata do partido democrata, Hillary Clinton, nas eleições presidenciais disputadas na terça-feira.

Trump conquistou 289 mandatos eleitorais, contra 218 de Clinton, ultrapassando os 270 mandatos necessários para vencer a eleição.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.