O acesso ao Santuário de Fátima, no concelho de Ourém, foi bloqueado hoje quando o complexo religioso atingiu a lotação máxima permitida no contexto da pandemia da covid-19, disse a porta-voz da instituição.

Carmo Rodeia adiantou à agência Lusa que “a partir do momento da comunhão” houve necessidade de impedir mais entradas, pois verificou-se que “a ocupação segura estava alcançada” no conjunto dos espaços.

Segundo a porta-voz, a lotação máxima do Santuário de Fátima obedece às orientações acertadas entre a Conferência Episcopal Portuguesa e a Direção-Geral da Saúde e corresponde a “um terço do espaço” que normalmente estava acessível aos peregrinos antes da pandemia.

No seu site, o Santuário explica que "durante a celebração, foram deixados apelos constantes para o cumprimento das regras de distanciamento social, chamadas de atenção que foram bem recebidas pela multidão de peregrinos, que se dispersou pelo extenso Recinto de Oração". Confirmando que esta peregrinação foi mais participada do ano e que, "pela primeira vez, o Santuário de Fátima viu-se obrigado a encerrar as entradas, a meio da celebração, pondo em prática o seu plano criado no âmbito da pandemia da Covid-19".

A porta-voz descreveu que agentes da GNR e funcionários do Santuário puderam aplicar a medida “com muita tranquilidade”, cerca das 11:00.

Desde o desconfinamento e o regresso das celebrações com a presença de crentes, em finais de maio, esta foi a peregrinação mais participada, disse Carmo Rodeia.

“Os nossos peregrinos têm mostrado sempre um grande cuidado. A grande maioria usa máscara e procura manter o distanciamento”, sublinhou.

Esta Peregrinação Internacional Aniversária, que celebrou a quinta “aparição” de Nossa Senhora aos Pastorinhos, integra a VI Peregrinação da Comunidade Surda.

A Peregrinação Internacional Aniversária deste mês foi promovida pelo Santuário de Fátima, em conjunto com o seu Grupo de Intérpretes de Língua Gestual Portuguesa.

A primeira peregrinação da comunidade surda ocorreu em setembro de 2015 e contou com cerca de três dezenas de surdos que participaram em várias iniciativas.

A peregrinação realizou-se "dois anos depois de o santuário ter começado a oferecer uma missa semanal com interpretação em língua gestual, como forma integrar e proporcionar as melhores condições àqueles que têm necessidades especiais", recorda o santuário.

As celebrações com a presença de peregrinos foram retomadas no Santuário de Fátima em 30 de maio e primeira peregrinação internacional com fiéis realizou-se em 12 e 13 de junho, desde o início da pandemia de covid-19.

[Notícia atualizada às 14h29]

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.