“Lamento com profunda tristeza a morte prematura de Sara Tavares. A sua estreia, ainda muito jovem, num concurso de talentos, cativa os portugueses, tendo-se revelado uma cantora e compositora com uma linguagem musical própria, na qual se cruzam diferentes geografias sonoras” escreveu António Costa na rede social X (antigo Twitter).

Para o primeiro-ministro, Sara Tavares “será sempre lembrada pela sua voz única e pelo seu sorriso”.

A cantora portuguesa Sara Tavares, diagnosticada com um tumor cerebral, morreu no domingo, ao final da tarde, em Lisboa.

Ao longo do último ano, Sara Tavares tinha vindo a divulgar alguns temas novos, ao fim de cinco anos de silêncio. O mais recente tema, intitulado “Kurtidu”, saiu em setembro passado pela Sony Music.

Sara Tavares, que nasceu em Lisboa em 1978, deu-se a conhecer ainda adolescente nos anos 1990 no concurso televisivo de talentos “Chuva de Estrelas”, da SIC, a interpretar um tema de Whitney Houston.

Pouco depois venceu o Festival RTP da Canção de 1994 com “Chamar as Música”, tema de Rosa Lobato de Faria e João Oliveira, e com o qual obteve o oitavo lugar no Festival Eurovisão da Canção por Portugal.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.