O grupo terrorista Estado Islâmico executou 19 civis, entre os quais duas crianças, numa aldeia da província síria de Deir Ezzor (Este) detida por forças 'antijihadistas', indicou este sábado uma organização não-governamental (ONG).

“Combatentes do grupo Estado Islâmico (EI) introduziram-se na aldeia de Jazrat al-Bouchams na sexta-feira à noite e executaram 19 pessoas, entre as quais duas crianças e duas mulheres”, disse à agência AFP Rami Abdel Rahmane, diretor do Observatório Sírio dos Direitos do Homem (OSDH).

E prosseguiu: “Executaram-nas com uma bala na cabeça e depois atearam fogo aos cadáveres".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.